Programação Fevereiro

Durante o mês de Fevereiro os residentes permanentes do Seu Vicente, Luciana Chieregati e Ibon Salvador , integrantes do coletivo qualquer, vão dedicar-se ao seu processo de pesquisa “Sobre as coisas que não se podem falar”. Ao longo do mês estarão em ensaio, conversas e mostras, com o intuito de continuarem a desenvolver sua pesquisa e ao mesmo tempo abrir-la para quem estiver interessado.

Laboratório: “Feedback em Tempo Real”, 18/02/2012 (10h-13h) – Coletivo Qualquer – no c-e-m (rua dos fanqueiros, 150,1andar)

O feedback em tempo real é um dispositivo que vimos utilizando em nossa investigação como evidenciador de nosso desejo no outro. Cada vez que damos um feedback em tempo real, seja este falado ou em movimento, observamos um rasgo na composição a decorrer que imediatamente dialoga com nossa presença. Neste laboratório perguntaremos como convivem dois momentos, dança e feedback. E como as hierarquizações e ordenamentos que costumamos estabelecer entre eles se indeterminam e se reorganizam.

Investimento: 20 euros

Grupo de estudos: “Subjetividade, Foucault e Cinema”, 22/02/2012 (17h-21h) – Fábio Zanoni

Nietzsche já previra o cortejo de anões que se seguiria aos seus escritos. E não seria difícil encontrar o eco desse seu diagnóstico na contemporaneidade.Em especial, quando vemos sujeitos se arrogarem o epíteto de super-homem. No entanto, sua cretinice não jaz num suposto excesso de consideração por si, mas num completo desentendimento daquilo que está em jogo. Na esteira dos estóicos, Nietzshe não nutria dúvidas sobre a inviabilidade da existência do super-homem, já que tal disparate implicaria um sujeito capaz de pensar e agir independetemente de toda e qualquer tese ou pressuposto. Em suma,atavés do filme O Conde de Monte Cristo pretendemos levantar a seguinte hipótese: o pensamento que se angustia na tentativa de fixar um chão duro sobre o qual possa caminhar atira sempre no próprio pé.

Investimento: 2 euros

Bio: Fábio Zanoni, formado em Filosofia pela Universidade de São Paulo. Atualmente, trabalha com questões ligadas ao cinema e ao teatro, em especial a partir das considerações trazidas à baila pelo filósofo francês Michel Foucault.

Apoio: Tapada da Tojeira| AZEITE TOJEIRA

Anúncios

Sobre seuvicenteresidencias

O coletivo qualquer é formado por Luciana Chieregati(BR) e Ibon Salvador(País Basco). Tem como foco de investigação a dança e como a prática e a teoria caminham na mesma direção, entendendo as diferenciações como possibilidades de novos entendimentos a partir da criação de redes e hibridações. Seu Vicente Residências Artísticas é sua casa, onde são os residentes permanentes e porteiros. Fazem parte da equipa do c-e-m(centro em movimento) que com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa, tem como horizonte fazer desse espaço, um lugar de convivências, encontros e compartilhamento de idéias acerca da contemporaneidade, recebendo ali artistas, filósofos, jardineiros, empregados de mesa e quem tiver vontade de pensar relações e estares.

Um Comentário

  1. Parabéns Lu e Ibon!
    O trabalho de vocês está lindo e essa discussão em relação ao testemunho vai ser lindo… testemunhar e contar é sempre um mergulho a memória e cada um tem a sua….. compartilha ou não… escolhe o que relatar e o que dizer….. mistérios da mente humana e suas seleções….
    suerte!
    amo vocês

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s